quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Residencial Terapêutico Morada São Pedro completa 10 anos.

Nesta quarta-feira, 19, será comemorado os 10 anos do primeiro Residencial Terapêutico do Estado. Para o dia, está prevista uma programação que inicia com a inauguração do espaço de projetos comunitários, local de compartilhamento de atividades desenvolvidas pelos moradores do Residencial e moradores da comunidade em que está inserido o Morada, e se estende durante o dia com oficinas de criação, de música, dança e rádio. Na quinta-feira, 20, em almoço no galpão Crioulo da Associação dos Funcionários do Hospital Psiquiátrico São Pedro (Afuspe), localizado na área do Hospital, serão prestadas homenagens àqueles que marcaram a história do RT nesta década. Após o almoço, um baile animará a festa e encerrará a programação de aniversário do Morada.
O Residencial Terapêutico Morada São Pedro foi um projeto pioneiro que almejou retirar da instituição psiquiátrica as pessoas com sofrimento psíquico e promover, por meio de uma iniciativa intersetorial envolvendo as áreas da habitação, cultura, turismo e saúde, o exercício da cidadania proporcionando a vivência do cotidiano e inserindo o usuário na comunidade.

Hoje, o Morada São Pedro, com 27 casas, configura-se como um local de passagem. Superados os medos e assumindo a condição cidadã numa relação de igualdade, seus moradores almejam mais independência com a aquisição de casas fora do residencial que apesar de promover a individualidade ainda é um espaço coletivo de morar. Esta dinâmica oportuniza novas vagas para aqueles que ainda vivem nas Unidades do Hospital São Pedro e sustenta os princípios da Reforma Psiquiátrica.

Lia Magalhães
Assessoria de Comunicação Social
Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. 3339.2389 ramal 1304 - Cel.  84052509
Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Ambulatório de Dermatologia Sanitária participa de mutirão de atendimento médico gratuito em cancer de pele.


O Ambulatório de Dermatologia Sanitária vinculado ao Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais da Secretaria Estadual da Saúde participa neste sábado, 24 de novembro, no horário das 9h às 15h, do Dia Nacional de Combate ao Câncer da Pele. A ação promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia destaca importância do exame de prevenção. No Rio Grande do Sul, serão nove postos de atendimentos e 328 voluntários, entre médicos e auxiliares. A expectativa é de realizar 2.250 exames clínicos.

Haverá postos de atendimento em Porto de Alegre, Pelotas, Rio Grande, Santa Cruz do Sul e Santa Maria. Nestes locais, será realizado o atendimento gratuito, incluindo exame clínico, dermatoscopia de lesões pigmentadas (sinais) e, se necessário, biópsia de pele. Também estão programadas atividades educativas, como aulas expositivas sobre fotoproteção e como suspeitar do câncer da pele.
“O número de casos de câncer da pele está aumentando, especialmente porque as pessoas continuam se expondo ao sol. Precisamos da mobilização de toda a sociedade, só assim conseguiremos reforçar a importância do exame preventivo”, enfatiza a coordenadora do Programa de Controle do Câncer da Pele da Sociedade Brasileira de Dermatologia seção Rio Grande do Sul (SBD-RS), Miriam Pargendler Peres.

O presidente da SBD-RS, Gustavo Pinto Corrêa, destaca que a participação de pacientes de risco na ação que será realizada no dia 24 de novembro é fundamental para reduzir a mortalidade. “Todos os que apresentarem suspeita de câncer da pele serão encaminhados para tratamento totalmente gratuito”, explica.  O “Dia Nacional de Combate ao Câncer da Pele”, celebrado no último sábado de novembro, foi criado a fim de solidificar ações da Sociedade Brasileira de Dermatologia contra a doença. Há 13 anos consecutivos, a entidade, realiza o Exame Preventivo Gratuito contra o câncer da pele. Até agora, 420 mil pessoas já foram atendidas em todo o Brasil.


No Brasil, o Rio Grande do Sul lidera as estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) para os casos de câncer da pele (melanoma, o mais perigoso, pois está associado a metástases e, consequentemente, a maiores índices de mortalidade). Este ano, no Estado, a previsão é de 6,71 casos para cada 100 mil homens e de 6,36 casos para cada 100 mil mulheres. Segundo o Inca, no Brasil, o câncer da pele ainda é o tumor que mais atinge os brasileiros, com 25% de todos os tumores malignos.
Em 2011, a ação de Combate ao Câncer da Pele da SBD no Brasil atendeu a 31.697 pessoas, sendo que as mulheres foram maioria, com cerca de 20 mil atendimentos (60,75%). Do total de pessoas examinadas, 61,76% confessaram tomar sol sem qualquer proteção e 12,51% foram diagnosticadas com câncer da pele.

No âmbito nacional, mais de 300 indivíduos, o que corresponde a 1% do total, apresentaram melanomas. O diagnóstico precoce é determinante para garantir a sobrevida nestes casos e assegurar a escolha do tratamento mais eficaz.


Pacientes considerados em situação de risco:
- Têm caso de câncer da pele na família
- Pele muito clara que sempre fica vermelha e nunca bronzeia
- Cabelos claros
- Olhos claros
- Possuem muitas pintas pelo corpo
- Já sofreram queimaduras pelo sol
- Possuem sardas na face e/ou ombros
- Já tiveram câncer da pele
- Tomaram muito sol sem proteção
- Possuem uma pinta que esta mudando de cor
- Possuem uma “feridinha” que não cicatriza
- Idosos


O Ambulatório de Dermatologia Sanitária fica na Av. João Pessoa, 1327, bairro Cidade Baixa, telefone para Informações (51) 3901.1441.




 
Dennis Magalhães
Assessoria de Comunicação Social
Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. (51) 3339.2389 ramal 1304 - Cel. (51)84052503
Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon - CEP 90650/001

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Hospital Psiquiátrico São Pedro no Dia Mundial do Diabetes


O Hospital Psiquiátrico São Pedro, vinculado ao Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais da  Secretaria Estadual da Saúde, promove a Feira da Saúde alusiva ao Dia Mundial do Diabetes, comemorado, hoje, dia 14 de novembro.  O Evento contará com uma equipe de profissionais das áreas da nutrição, terapia ocupacional, educação física, enfermagem, fisioterapia, odontologia, farmácia, serviço social e psicologia do Hospital. Estes técnicos estarão realizando teste de glicemia, orientação e prevenção do diabetes e do pé diabético, verificação de pressão arterial, avaliação nutricional e dados antropométricos, ginastica laboral, oficinas expressiva, de respiração e relaxamento, além da distribuição de receitas dietéticas. As atividades são dirigidas aos 789 trabalhadores da Instituição que poderão esclarecer dúvidas sobre o diabetes e seus efeitos.  As atividades acontecem no pátio central da Instituição das 8 horas às 14hs.


Fotos: Dennis Magalhães



Dennis Magalhães
Assessoria de Comunicação Social
Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. (51) 3339.2389  ramal 1304 - Cel. (51)84052503
Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon - CEP 90650/001

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Secretario recebe o Ministério Público para verificar estrutura e serviços do Hospital Psiquiátrico São Pedro


 
                                             Visita aconteceu no Hospital São Pedro - Fotos: Dennis Magalhães

O secretário da Saúde Ciro Simoni, na manhã de terça-feira, 23 , recebeu, no Hospital Psiquiátrico São Pedro, a visita da Promotora de Justiça Marinês Assmann, que atua na Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos Humanos. O Hospital, desde 2011, recebe periodicamente a visita do Ministério Público que acompanha as condições de vida, trabalho e estrutura desta mais antiga instituição psiquiátrica do Estado que, ao longo do tempo, busca se adaptar ao que preconiza a Reforma Psiquiátrica com a desconstrução do modelo hospitalocêntrico a partir da criação de serviços de atenção à saúde mental de caráter extra-hospitalar.

Acompanhado pelo diretor adjunto do Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais, Jacson Bez e pelo diretor administrativo da instituição, Paulo Pohlmann, o secretário apresentou as dependências do Departamento (DCHE) que centraliza as ações administrativas e de assessoria às quatro instituições vinculadas à esfera estadual de governo (Hospital Colônia Itapuã, Hospital Sanatório Partenon, São Pedro e Ambulatório de Dermatologia Sanitária) e Unidades de internação do HPSP.

Nas unidades onde vivem os moradores-usuários foi possível verificar as melhorias e reformas realizadas que transformaram ambientes, antes úmidos, em espaços arejados com arranjos que buscam reforçar a individualidade e autonomia do morador. A representante do MP pode observar também mudanças na estrutura física com a demolição de prédios, há 23 anos condenados, que não integravam o patrimônio histórico, deixando uma área externa livre no complexo hospitalar.

A visita se estendeu ainda, ao Residencial Terapêutico Morada São Pedro, quando moradores receberam em suas casas a comitiva e contaram um pouco das atividades diárias que realizam. Na Unidade de Desintoxicação do Hospital foi apresentada a rotina daqueles que seguem o tratamento.
Na oportunidade, pode ser visitada a nova área construída do Serviço de Nutrição e Dietética, apresentando uma moderna estrutura em fase de conclusão de montagem com equipamentos de última geração em cozinha hospitalar.

O secretário garante que “o esforço será sempre de reintegrar os pacientes à sociedade, mas enquanto estiverem no Hospital, as melhorias são para garantir a qualidade de vida desses pacientes”. Para finalizar, foi relatado as ações e encaminhamentos de restauração dos prédios históricos.  A promotora Marinês Assmann se mostrou muito interessada em participar e agregar esforços neste sentido: “deveria haver um engajamento de mais instituições que se agregasse atraindo mais investimentos que o São Pedro merece”.
 

Lia Magalhães
Assessoria de Comunicação Social
Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. (51)3339.2389  ramal 1304 - Cel. (51)84052509
Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon - CEP 90650/001

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Exposição Mundos a nos Surpreender

Exposição de obras da Oficina de Criatividade do Hospital Psiquiátrico São Pedro.
Abertura: 16 de outubro de 2012
Visitação: 16 a 30 de outubro, das 7h às 22h
Local: Espaço Cultural do Hospital São Lucas / PUCRS
            Av. Ipiranga, 6690 - 2º andar - Porto Alegre/RS


Mundos a nos surpreender

 A criatividade inerente ao ser humano e possível de ser estimulada pelas linguagens artísticas - suas técnicas e materiais - dá condições ao fazer. E isto se aplica, também, a pessoas adoecidas física ou psiquicamente.

Na Oficina de Criatividade do Hospital Psiquiátrico São Pedro, equipamento de reabilitação psicossocial, tem sido desenvolvida uma prática atenta às questões de dor, mas, especialmente, de arte e vida. Tendo por fundamentos: a arte como criação e produção de vida; o trabalho em clima de confiança mútua, amor e respeito pelas diferenças; a utilização da expressão plástica no resgate da subjetividade.

É assim que MARIA LUZIA dos SANTOS SOARES transforma uma vida de percalços na construção de ricos bordados, onde cor e forma parecem brincar, resultando num produto lúdico e, especialmente, sensível. EDUARDO BRASIL PINTO faz da repetição, com a temática flores, arranjos diversos que remetem a estamparia. Enquanto isto, a narrativa de ROMEU FIGUEIRÓ BORBA não se faz só por palavras, mas na riqueza de desenhos que revelam sua familiaridade na iniciação precoce em escolinhas de artes. O desenhar é para ele a possibilidade de um lugar diferente para a narrativa de estranhos mundos que o habitam. Já LUIZ GUIDES, que morou por sessenta anos no São Pedro, nem por isto se esqueceu das cores. Seus trabalhos entre o desenho e a pintura são multi coloridos. Em sua feitura começava geometrizando, para depois pincelar sutis veladuras que deixavam aparecer os esquemas anteriormente construídos, num efeito de rara beleza. Sua obra, composta por cerca de cinco mil trabalhos, pertence ao acervo da Oficina de Criatividade.

As práticas artísticas, como alternativa terapêutica em saúde mental, têm sido decisivas para consolidar uma inclusão possível para sujeitos portadores de problemas psiquiátricos diversos, favorecendo trocas que levam a criação de novos sentidos. Na Oficina de Criatividade o processo sempre é valorizado como produção de uma linguagem possível, para aqueles que vivem a intensidade das forças pulsionais. A oficina de artes - é o lugar do laço social, em que os profissionais oficineiros estão, como preparadores de passagem, atentos ao discurso do outro, estabelecendo vínculos, motivando diante dos materiais e das linguagens da arte, às vezes, ganhando tempo, enquanto eles tentam se organizar.Nesta exposição os trabalhos se apresentam como quatro mundos a nos surpreender.

Barbara E. Neubarth e Blanca Brites
Curadoras
Primavera 2012.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Hospital São Pedro na Semana Farroupilha

Comunicamos a todos os servidores, Chefias de Unidades e Setores, SRTS Morada São Pedro e Viamão, Empresas terceirizadas de limpeza e vigilância que foi montado no Acampamento Farroupilha 2012, no Parque da Harmonia, no lote 186, um Galpão do nosso Piquete Estância de São Pedro.

O espaço está a disposição de todos, mediante agendamento com o colega BIRA, Celular 9368-6799, responsável pela organização, centralização e operacionalização da agenda, para o período de 5 a 20 de setembro, ao meio dia ou à noite. Aos fins de semana e nos feriados de 7 e 20 de setembro a agenda será livre.
Esperamos a visita de todos.




PAULO POHLMANN
          Patrão
Gestão 2012/2015.
Galopeando com Saúde

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Hospital Psiquiátrico São Pedro lança o seu Centro de Referência em Saúde do Trabalhador

         Secretário Elemar Sand falou aos trabalhadores do HPSP                                Foto: Dennis Magalhães
 
Nesta manhã de quinta-feira, 23, no anfiteatro da instituição, foram apresentadas as propostas e atividades que marcam a retomada de ações em prol da promoção de saúde dos servidores, implantando o serviço de atenção à saúde e instituindo uma política de cuidado centrada na promoção de saúde dos trabalhadores do Hospital.
 
A rotina estressante, própria do cuidado com o sofrimento psíquico, torna necessário dar atenção àqueles que promovem o cuidado. O diretor administrativo do HPSP, Paulo Pohlmann afirma “precisamos ser ouvidos, ter alguém que nos estenda a mão e nos ajude. Já tivemos caso de paciente confortar o servidor".
Trabalhadores foram convidados a participar na formação de equipes multidisciplinares para avaliação e diagnósticos das necessidades como também acolher, sugerir, organizar atividades e trabalhar com as demandas. O Centro passará atuar de imediato prestando o acolhimento aos seus servidores que poderão fazer agendamentos individuais na Gerência de Recursos Humanos (GRH) do Hospital.

Para a promoção da sáude estão previstos a realização de encontros temáticos nas segundas quintas-feiras de cada mês; oficinas organizadas pelo Terapia Ocupacional em todas as sextas-feiras para diferentes equipes; ginástica laboral orientada pelos profissionais de educação física, nas segundas e sextas-feiras, das 8h30 às 9h; e ginástica orientada pelos educadores físicos , nas terças, quintas e sextas, das 12 às 13h. Em setembro, terapias alternativas, como o “Reiki”, farão parte das atividades.

No evento que reuniu aproximadamente 70 pessoas, foi apresentada pela Terapeuta Ocupacional e assitente de coordenação da Saúde do Trabalhador do Grupo Hospitalar Conceição, Clori Araujo Pinheiro, a experiência do Hospital que desenvolve o trabalho há mais de 20 anos.
O secretário adjunto da SES, Elemar Sand, ao fazer o fechamento das apresentações afirmou: "a Saúde do Trabalhador é fundamental para que cada vez mais se possa ter condições de avançar e ajudar pessoas. Se cada um confiar em si e dizer ‘eu gosto de mim e quero me sentir bem ajudando as pessoas’, vai sair motivado a desenvolver um bom trabalho.”


Lia Magalhães
Assessoria de Comunicação Social
Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. 3339.2111 ramal 113 - Cel. 84052509
Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Ação de Servidores do Hospital São Pedro surte efeito

A comissão formada pelos servidores do HPSP foi recebida pelo do chefe da Casa Civil, Augusto Pestana, no dia 31 de julho, onde receberam a informação da retirada do Projeto da pauta de votação da Assembleia Legislativa. Na oportunidade foi anunciada uma melhor análise dos termos tratados no convênio firmado entre o Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul – MUHM e Governo do Estado do Rio Grande do Sul e a possibilidade de abertura a ampla discussão do assunto com a participação da sociedade civil.

Nos documentos entregues pela comissão estão manifestos das Instituições em apoio ao ato, Sociedade de Apoio ao Doente Mental – SADOM, Associação dos Funcionários e Servidores do Hospital São Pedro – AFUSSPE, Associação Amigos da Memoria do Hospital São Pedro – AMeHSP, Arquivo Público do Rio Grande do Sul, Associação Gaúcha de História da Medicina, Associação de Psiquiatria do Rio Grande do Sul – APRS, Conselho Regional de Psicologia do Rio Grande do Sul – CRPRS, Faculdade Dom Bosco, Hospital Sanatório Partenon e Hospital Colônia Itapuã.


Dennis Magalhães
Assessoria de Comunicação Social
Departamento de Coordenação dos Hospitais do Estado
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. (51)33392111 ramal 113 - Cel. (51)84052503
Av.Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon

Hospital Sanatório Partenon promove capacitação para profissionais ingressantes

Inicia na próxima segunda-feira(06), uma capacitação para os profissionais que ingressam, por contrato emergencial, no Hospital Sanatório Partenon. O curso será também direcionado aos estagiários e estará aberto à participação de interessados em obter mais conhecimento sobre as ações desenvolvidas no HSP, no que se refere ao tratamento da tuberculose, HIV/aids e hepatites. Serão também abordados, assuntos como a história da instituição, biossegurança, saúde mental e trabalho. Os participantes serão divididos em duas turmas, o que permitirá a participação em turnos diferentes.

Inscrições poderão ser feitas no Serviço de Documentação e Memória, no Serviço de Enfermagem do Hospital, ou ainda pelo e-mail: denise-bastos@saude.rs.gov.br. Deverão ser informados o nome completo e o setor.

Coordenadas pela Comissão de Treinamento e Qualificação de Pessoal, as atividades serão desenvolvidas no auditório da instituição, com o seguinte cronograma:

Manhã:
06 de agosto:
9 h: Conhecendo o HSP- história e serviços
10h30: Saúde mental e trabalho


07 de agosto:
9 h: HIV/aids
10h30: Hepatites


09 de agosto:
9h: Biossegurança
10h30: Tuberculose


Tarde:
13 de agosto:
14h: Conhecendo o HSP -história e serviços
15h30: Tuberculose


15 de agosto:
14h: Biossegurança
15h30: Hepatites


17 de agosto:
14h: HIV/aids
15h30: Saúde mental e trabalho



 
Lia Magalhães
Assessoria de Comunicação Social
Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. 3339.2111 ramal 113 - Cel. 84052509

Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Mobilização de funcionários do HPSP

      Foto: Dennis Magalhães

Um grupo formado por servidores em apoio a manutenção do acervo do Hospital Psiquiátrico São Pedro reuniu-se, hoje 27 de julho, com a direção do Hospital para manifestar preocupação com os rumos a respeito ao Projeto de Lei nº 124/2012.

O projeto tramita na Assembleia Legislativa do Estado cujo artigo 1º estabelece, “os acervos arquivísticos documentais, tridimensionais e afins, referentes à área da saúde pertencentes à Administração Pública, serão cedidos ao Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul – MUHM, mediante convênio desta entidade e o Estado do Rio Grande do Sul”.

Os funcionários solicitaram providencias da direção da entidade para que o projeto seja retirado da pauta de votação em regime de urgência da Assembleia Legislativa a fim de que se possa discutir amplamente o convênio firmado entre o Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul – MUHM e Governo do Estado do Rio Grande do Sul com a participação da sociedade civil.

O Serviço de Memoria Cultural do HPSP, criado pela Portaria nº 01, de 12 de novembro de 2001, é o resultado da conscientização de um grupo de funcionários do Hospital Psiquiátrico São Pedro preocupados com o resgate da história da Instituição. Tem como objetivo adequar o Centro de Documentação e Pesquisa – Cedop – e afins, como laboratório de aprendizagem no apoio ao desenvolvimento de pesquisas históricas dos historiadores e investigadores, no estudo das diversas áreas multidisciplinares da Instituição. Isso é confirmado pela intensa procura de informações sobre a história do São Pedro, possibilitando que as visitas se transformem em agentes motivadores de futuros trabalhos de graduação, mestrado e doutorado em múltiplas áreas de conhecimento.

O acervo conta com 64,5 mil prontuários organizados, higienizados e preservados no Arquivo Público do Estado, livros de registros de pacientes do inicio do século XX, livro de visitantes de 1884 com assinatura da Princesa Isabel e comitiva imperial, livros de medicina e psiquiatria a partir de 1860, plantas arquitetônicas de 1889, além de um grande acervo documental, iconográfico, mobiliário, de equipamentos hospitalar e médico, pinturas a óleo sobre tela, esculturas e vidraçarias de laboratório e farmácia. Na oportunidade foi entregue o relatório das atividades desenvolvidas pelo Serviço de Memoria Cultural do Hospital.


Dennis Magalhães
Assessoria de Comunicação Social
Departamento de Coordenação dos Hospitais do Estado
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. (51)33392111 ramal 113 - Cel. (51)84052503
Av.Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon

DCHE no Conselho Estadual da Saúde


     Foto: Dennis Magalhães

Em sessão plenária, dia 26 de julho, no Conselho Estadual de Saúde foi discutida a proposta do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseniase – Morhan, para desenvolvimento de ações conjuntas entre gestores estaduais e representantes da sociedade civil, visando a eliminação da hanseníase no Estado e ao destino do Hospital Colônia Itapuã.

O diretor do Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais, Antônio Fernandes, relatou aos conselheiros e participantes da plenária que esta sendo formulada, pelo gabinete do Secretário da Saúde, uma portaria para criação de um grupo de trabalho composto pela Secretaria Estadual da Saúde, Gabinete da Primeira da Dama, Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos e o Morhan a fim de definir os destinos do Hospital Colônia Itapuã e elaboração de estratégias de enfrentamento da hanseníase no Estado.

O Presidente do CES, Paulo Humberto da Silva solicitou ao diretor do DCHE a inclusão do conselho neste grupo de trabalho a ser criado, acrescentando a importância da participação dos seguimentos da sociedade civil organizada.

Estiveram presentes a sessão a chefe de gabinete da Primeira Dama, Sinara Sandri, a diretora de Direitos Humanos da Secretaria da Justiça e Direitos Humanos, Tamara Soares, o coordenador nacional do Morhan, Artur Custódio,  a coordenadora do Programa Estadual de Controle da Hanseníase, Marcia Lira e do diretor do Hospital Colônia Itapuã , Moggar Mattos.


Dennis Magalhães
Assessoria de Comunicação Social
Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. 3339.2111 ramal 113 - Cel. 84052503
Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Ciclo de Palestras no HPSP

O Hospital Psiquiátrico São Pedro através do programa de Manejo Ambiental e Gerenciamento de Resíduos Sólidos, que abrange como parte de suas ações, promover atividades de sensibilização sobre temas que envolvam o meio ambiente e os agravos relacionados aos vetores e agentes biológicos existentes na Instituição, elaborou o projeto de Ciclo de Palestras sobre Saúde Pública que será desenvolvido ao longo do ano de 2012 em conjunto com o Centro Estadual de Vigilância em Saúde – CEVS/SES. Esta ação de sensibilização do público da rede hospitalar do DCHE com informações gerais e específicas sobre zoonoses e agravos relacionados ao manejo com alimentos quanto a sua origem, disseminação, prevenção e controle, visa a promoção e proteção à saúde coletiva e a redução da exposição humana a fatores ambientais e biológicos prejudiciais à saúde. Serão abordados os temas como agente etiológico, vetores, sintomas, formas de contaminação para o ser humano e meio ambiente, prevenção e controle, e referências no sistema SUS.
O ciclo é dirigido aos servidores da rede hospitalar estadual e trabalhadores terceirizados.
As palestras acontecerão no anfiteatro do Hospital Psiquiátrico São Pedro, Av Bento Gonçalves, nº 2460, no horário das 11 h às 11h30m.
PROGRAMA
25/04/2012: LEPTOSPIROSE
30/05/2012: INFLUENZA H1N1
27/06/2012: RAIVA HUMANA E CANINA
25/07/2012: HIGIENIZAÇÃO EM AMBIENTE HOSPITALAR
29/08/2012: ANIMAIS PEÇONHENTOS
26/09/2012: DENGUE
31/10/2012: COMPLEXO TUNGÍSE/BICHO DO PÉ
29/11/2012: TOXIINFECÇÕES ALIMENTARES
12/12/2012: TOXOPLASMOSE

terça-feira, 10 de julho de 2012

São Pedro 128 anos


Hospital Psiquiátrico São Pedro
Comemora 128 anos

Dia 27 de junho: (quarta-feira)

vApresentação Teatral do grupo Povo da Rua com a peça A Caravana da Ilusão (aberta ao público)
Horário: 9hs

Local: Pátio externo em frente ao prédio histórico

vExposição de trabalhos dos usuários da Oficina de Criatividade do HPSP
Horário: 10hs

Local: Oficina de Criatividade


Dia 28 de junho: (quinta-feira)

vPalestra sobre Saúde da Mulher

Horário: 10hs
Local: Anfiteatro do HPSP



Dia 29 de junho: (sexta-feira)

vMissa comemorativa ao dia de aniversário do Hospital
Horário: 9hs

Local: Capela do Hospital

vFesta Junina com atividades típicas (casamento na roça, quadrilha)

Horário: 9h30m
Local: Pátio externo em frente ao prédio histórico do HPSP                                                                                                          

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Encontro Anual dos Programas de Tuberculose


Foi aberto nesta manhã de quarta-feira, 20, no Auditório do Hospital Sanatório Partenon o “Encontro Estadual Anual dos Programas de Tuberculose 2012 - Avaliação e Fluxos”.  O evento  direcionado para as 19 Coordenadorias Regionais de Saúde e para os 15 municípios prioritários no Controle da TB está sendo promovido pelo Programa Estadual de Controle da Tuberculose do Centro Estadual de  Vigilância em Saúde (CEVS) da Secretaria Estadual da Saúde com a finalidade de discutir a situação epidemiológica e política de controle de tuberculose no Brasil e no Rio Grande do Sul.

Em solenidade de abertura o Secretário Adjunto da SES, Edemar Sand pontuou a importância da participação das Coordenadorias Regionais de Saúde para o fortalecimento da rede no Sistema Único de Saúde: “muitos diagnósticos de Tuberculose ainda são feitos nos hospitais e devem ser realizados na atenção básica. As Coordenarias são a porta de entrada para as secretarias municipais, assim como as Unidades Básicas de Saúde devem ser a porta de entrada para o cidadão”.

Estiveram também presentes na abertura da atividade o diretor do Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais, Antonio Fernandes e a coordenadora do Programa de Controle da Tuberculose no Estado e diretora técnica do HSP, Carla Jarczewski que apresentou os dados da Tuberculose como quarta causa de mortes por doenças infecciosas e primeira causa de morte dos pacientes com AIDS no País.

O evento que se estende até amanhã, quinta-feira, 21, proporcionará a capacitação de recursos humanos para a rede com reuniões técnicas multidisciplinares com avaliação de casos da doença nos pacientes das alas feminina e masculina do Sanatório Partenon, sob ponto de vista clínico que fundamenta a decisão terapêutica.



Dennis Magalhães
Assessoria de Comunicação Social
Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. 3339.2111 ramal 113 - Cel. 84052503

Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon

quinta-feira, 14 de junho de 2012

12/06/12 - Obra de Luiz Guides tema de exposição e livro

As obras de Luiz Guides serão apresentadas em expografia a ser inaugurada nesta quarta-feira (13), às 10h30, no Núcleo de Atividades Nise Silveira do HPSP, Avenida Bento Gonçalves, nº 2.460, bairro Partenon, em Porto Alegre. A exposição permanecerá até o dia 22 de junho, de segunda a sexta, das 9 às 12 h, com entrada franca. No evento será lançado pela editora Panorama Critico, o livro “Arte e Loucura: vida silenciosa e marginal - Luiz Guides” com sessão de autógrafos da autora Mara E. Weinreb.
























Os 20 anos que Luiz Guides participou da oficina de Criatividade do HPSP constitui um acervo próprio de suas obras. O ex-interno que afirmava ter sempre 22 anos, faleceu no Hospital, com 81 anos, em 2010. Alto, magro, sem deficiências físicas, tranquilo e muito reservado, frequentava, em vários dias da semana, o espaço criado para estimular a criação , a imaginação, a expressão através do lúdico. Com autonomia, escolhia as cores dos guaches, os pincéis e o papel onde imprimiu o seu universo. Num estilo particular, seguiu de forma rígida, alguns padrões de criação utilizando faixas no sentido horizontal sobrepostas, com cores vibrantes ilustrando círculos, espirais e mandalas. Estes elementos são usados por Mara Weinreb na análise de aproximadamente 3.700 trabalhos criados durante o período de 1990 a 2008. A autora do livro busca, através da arte, contribuir com ideias para uma nova abordagem à loucura. O que poderia ser um sintoma mostra-se como expressão artística e particular, revelando que a aparente alienação não impede a imaginação e o poder criativo.

A arte é como uma forma de resistir, impulsionando a vida com intensidade e profundidade. Precisamos desnudar nossa alma para revelar a capacidade de sermos leves e sonhar um mundo possível. Seu Luiz nos permite, através de sua pintura, ingressar em seu universo” é o que revela Tania Regina Cappra, Curadora da exposição e servidora do Hospital na Oficina de Criatividade.

A arte e trajetória de Luiz Guides será apresentada também na sexta-feira (15), às 17h, em palestra ministrada por Bárbara Neubarth, psicóloga da Oficina de Criatividade, e por Mara Weinreb, na Sala Multiuso do Santander Cultural, Rua Sete de Setembro, nº 1.028. Em Porto Alegre. A entrada será franca.


Lia Magalhães 
Assessoria de Comunicação Social
Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. 3339.2111 ramal 113 - Cel.  84052509
Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon

WEB TV

quinta-feira, 7 de junho de 2012

06/06/12 - DCHE participa da Audiencia Pública na Assembleia Administrativa

Foto: Antônio Fernandes

O diretor do Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais Antônio Fernandes, representante do secretário da Saúde do Estado, participou, na manhã de hoje, de audiência pública na Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado, em seção presidida pelo deputado Miki Breier para debater o direito à reparação e indenização dos filhos e famílias de pessoas atingidas pela hanseníase. Segundo Miki Breier, ao separar filhos dos pais portadoras de hanseníase, o Estado pratica um crime de alienação parental que ocasionaram danos aos filhos dessas pessoas que ficaram absolutamente abandonadas.  

Em audiência, Antônio Fernandes, salientou que a Saúde do Estado esta empenhada em promover melhorias e prestar assistência essencial aos usuários moradores do Hospital Colônia Itapuã, a fim de amenizar e reparar os danos e sequelas causas pela doença. 

Na sessão plenária foram feitos alguns encaminhamentos como uma ação junto ao governo federal para que a reparação aos filhos de portadores de hanseníase seja feita o mais rapidamente possível, debater com as secretarias estaduais da Saúde e de Direitos Humanos a implementação de políticas públicas voltadas ao atendimento de filhos de hansenianos que, por conta da segregação a que foram submetidos, hoje sofrem com problemas psicológicos e ainda se encontram à margem da sociedade.

Estiveram presentes na audiência a primeira Dama do Estado Sandra Genro, o deputado Adão Villaverde, o presidente do Conselho Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul Paulo Humberto Gomes da Silva, a representante da Defensoria Pública do Rio Grande do Sul Andréia Paz Rodrigues, e o coordenador nacional do Movimento Nacional das Pessoas Atingidas pela Hanseníase – Morhan, Artur Custódio, além de ativistas de direitos humanos, moradores do Hospital Colônia de Itapuã, ex-hansenianos e familiares, que prestaram depoimentos emocionantes sobre suas histórias de vida.

                 Matéria apresentada no jornal da TVE-RS
                 Edição 19 hs - 06/06/12

Matéria publicada no portal da TV Assembleia
                                         Repórter: Jeison Silva


Dennis Magalhães
Assessoria de Comunicação Social
Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. 3339.2111 ramal 113 - Cel. 84052503
Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon


sexta-feira, 25 de maio de 2012

25 maio 12 - Exposição de obras dos usuários da Oficina de Criatividade do Hospital Psiquiátrico São Pedro

A exposição que será inaugurada na segunda-feira, 28, às 10 horas, é composta por vinte e cinco trabalhos realizados pelos usuários da Oficina de Criatividade do Hospital Psiquiátrico São Pedro, órgão vinculado a Secretaria Estadual da Saúde. As obras ilustram a edição 2011 do Relatório Azul, publicação anual da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul. Os trabalhos ficarão expostos  à visitação pública de 28 de maio a 1º de junho, na Galeria dos Municípios da Assembléia Legislativa, na Praça Marechal Deodoro, 101.


A Oficina de Criatividade do HPSP, foi criada em 1990 como um espaço diferenciado na área hospitalar com o objetivo de  estimular  a expressão  das percepções do mundo através da arte.  Ao longo dos anos, a Oficina se constituiu como o lugar que  compartilha, favorece trocas e valoriza as obras na linguagem possível  através da  criação e da invenção artística. Bárbara Neubarth, Psicóloga da Oficina de Criatividade, define o espaço  como “um lugar acolhedor , onde se aplicam doses maciças  de atenção, respeito e afeto, tudo mediado por argila, lápis de cor, papéis , pincéis, tintas, agulhas, linhas e panos”. Como um ambiente projetado para o acolhimento e trocas, a Oficina de Criatividade é frequentada não só por pacientes internos do HPSP, mas recebe pessoas referendadas pelas Unidades Básicas de Saúde -UBS, pelos Centros Integrados de Atenção Psicossocial – CIAPS e ainda,  oferece oportunidade àquelas pessoas que, mesmo sem apresentar algum sofrimento  psíquico, desejam se expressar através de uma atividade artística,  impondo  a Oficina como um lugar de saúde e um recurso para o desenvolvimento da arte na cidade.

Lia Magalhães
Assessoria de Comunicação Social
Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. 3339.2111 ramal 113 - Cel. 84052509
Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Aberta a exposição fotográfica "Da Lepra à Hanseníase"

A primeira-dama do Estado, Sandra Genro, inaugurou a exposição fotográfica "Da Lepra à Hanseníase", no Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul (Muhm). A mostra, organizada pelo Gabinete da Primeira-Dama, em parceria com o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) e com o Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul, é dedicada a revelar a atualidade das instalações e do cotidiano dos moradores do Hospital Colônia de Itapuã.

O evento, ocorrido na noite dessa quinta-feira (17), contou com a presença de diversas autoridades e representantes da área médica e cultural, como os secretários estaduais da Saúde, Ciro Simoni, representando o governador Tarso Genro, e da Justiça e Direitos Humanos, Fabiano Pereira, além do presidente do Simers, Paulo de Argollo Mendes, e da vice-presidente, Mátria Rita de Assis Brasil. Também estiveram presentes o coordenador do Sistema Estadual de Museus do RS, Joel Santana, e o coordenador nacional do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan), Artur Custodio.

Em seu pronunciamento, Sandra agradeceu pelo convite de realizar a mostra, que lhe possibilitou conhecer mais profundamente a história da hanseníase no Rio Grande do Sul: "Ver aquela pequena cidade com suas ruas planejadas, as casas lado a lado, o clube, as igrejas, a prisão, enfim, aquelas edificações que guardam os sentimentos de uma comunidade que foi isolada do resto do mundo foi uma experiência dura e inesquecível. Conversar com as pessoas que ainda permanecem lá por que perderam seus vínculos familiares nos remete às situações, que ainda ocorrem, em que o poder público fica defasado em relação ao desenvolvimento da ciência".
Afirmou ainda que é obrigação do governo, como guardião da população, não permitir que histórias como essas se repitam. "É de extrema importância tentar compensar essas pessoas, promovendo um esforço para unir suas famílias e resgatar a sua dignidade".
Fruto do convite feito pelo Movimento Morhan, as imagens realizadas somam-se aos esforços de romper o isolamento imposto aos doentes e às suas famílias. A exposição, que marca a 10ª Semana Nacional de Museus e o Dia Internacional de Museus, comemorado hoje, 18 de maio, pretende discutir e difundir a história das políticas públicas de saúde voltadas para esta doença.

A mostra conta com vídeos e imagens históricas do acervo do Hospital Colônia Itapuã, além das fotos recentes, feitas pelas fotógrafas Sandra Genro e Beliza Boniatti, em visita à Colônia de Itapuã em fevereiro deste ano.
      A exposição está aberta ao público até dia 30 de setembro, das 11h às 19h, na Sala Rita Lobato. Mais informações no site do Muhm.

________________________________________________________
Matéria publicada no site do Gabinete da Primeira Dama do Estado em 18 de maio de 2012
Fotos: Beliza Boniatti     ___________________________________________________________