quinta-feira, 30 de abril de 2015

Servidores participam de audiência Pública sobre Política de Saúde Mental na Assembleia Legislativa em defesa do Hospital Psiquiátrico São Pedro

Servidores do Hospital São Pedro participaram, na manhã desta quarta-feira,29, de audiência pública sobrea Política de Saúde Mental, conduzida pelo Deputado Valdeci Oliveira, presidente da Comissão de Saúde  e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, na defesa da instituição centenária e que ainda hoje é referência no atendimento em saúde mental no Estado.  “O São Pedro tem tratamento”, “Em Saúde Mental somos passado, presente e lutamos pelo futuro”,   “Vagas, tratamento e dignidade” foram alguns dos posicionamentos expostos em cartazes, banners e faixas que organizados carregaram fazendo frente aos opositores entusiastas representantes de entidades, instituições municipais de saúde e grupos militantes defensores da Reforma Psiquiátrica que desejam o fim da instituição.
Num clima conflitante, a audiência marcada para às 10 horas sofreu atraso de meia hora devido a troca de plenário garantindo a participação do grande número de pessoas que desejava acompanhar os debates. O grupo de teatro “Povo da Rua” abriu a audiência, mas devido aos protestos, apressou o final da apresentação.
Com representação significativa do legislativo com nove deputados e do executivo com autoridades ligadas à saúde mental, os pronunciamentos se intercalaram em protestos pautados no que definiam como “retrocessos” e em defesas das novas deliberações da gestão na condução da política. 
O Coordenador do Programa de Saúde Mental da SES, Luiz Carlos Illafont Coronel, afirmou que as preocupações essenciais da atual gestão de Governo em saúde mental estão centradas em prestar assistência aos milhares de desassistidos que precisam de atendimento em Residenciais Terapêuticos, em Comunidades Terapêuticas e até em hospitais especializados. Proposta defendida em pronunciamento do secretário adjunto da Saúde, Francisco paz que afirmou: “nós entendemos que na rede de assistência tem lugar para todos os equipamentos de saúde disponíveis. Nós podemos fazer o atendimento na rua, mas também fazer o atendimento no hospital geral e também no hospital psiquiátrico quando houver esta indicação.” Ponderou ainda não haver a necessidade de enfrentamento já que a Secretaria da Saúde não é contrária a Política de Saúde mental: “a Secretaria Estadual da Saúde vai continuar praticando a política estadual de saúde mental, álcool e outras drogas, seguindo as propostas que constituem a atual Política, votada em novembro 2014 no Conselho Estadual de Saúde e homologada em março de 2015.” Concluiu garantindo, “não há, nem haverá por parte da Secretaria Estadual da Saúde nenhuma ação que altere o que está proposto na Política, entretanto, garanto que haverá sim preocupação com a gestão.”

O presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, deputado Valdeci Oliveira afirmou que vai, a partir dos registros da audiência, avaliar e fazer o possível para que a Política de Saúde Mental permaneça avançando. A SES reconhece o Conselho Estadual de Saúde como o fórum adequado para continuar as discussões de forma mais propositiva e objetiva nos encaminhamentos para a Política.

Caso da devolução das casas locadas no governo anterior gerou polêmica e foi o ponto crucial das manifestações
As casas alugadas no governo anterior que serviriam como Residenciais Terapêuticos para pacientes egressos do HPSP e devolvidas pela atual gestão exaltou os ânimos e foi exigido justificativa por parte da SES.  Para esta questão o secretário adjunto da Saúde, Francisco paz justificou que foram encontradas oito casas alugadas, destas, três foram ocupadas, uma das casas estava abrigando somente três pacientes, três estavam vazias e uma utilizada para oficinas de teatro. As casas devolvidas que não foram utilizadas têm sérios problemas como escadarias, falta de rampas, portas estreitas para cadeirantes impossibilitando o uso dos banheiros, algumas não têm pátio ou estão localizadas em locais inadequados, e principalmente nenhuma casa foi credenciada no Ministério da Saúde para receberem o incentivo na forma da lei. Novas casas mais adequadas serão providenciadas. Para o teatro está sendo negociado local com o projeto de arte do HPSP, “estamos efetivamente negociando a continuidade”, declarou.

 
Fotos: Dennis Magalhães

 
 
 
 
 
 
 


 
Lia Magalhães
Assessoria de Comunicação Social

Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. 3339.2389 ramal 1319 - Cel. 84052503
Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon

segunda-feira, 27 de abril de 2015

É eleito comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Psiquiátrico São Pedro

Em reunião que ocorreu na manhã desta segunda feira, 27, na Direção de Ensino e Pesquisa do Hospital Psiquiátrico São Pedro, foram eleitos os novos integrantes do Comitê responsável em proteger os sujeitos da pesquisa dos possíveis danos preservando seus direitos e assegurando à sociedade pesquisas médicas feitas de forma eticamente correta. O CEP é constituído, atualmente, por dez membros, de ambos os sexos, incluindo diferentes categorias funcionais, uma religiosa e um membro da sociedade representando os usuários.  

Sob a coordenação da médica Maria Helena  Itaqui Lopes e da vice-coordenadora, a psicóloga Renata Brasil Araujo, os integrantes: Dayse da Silva Pontes, Carmen Lia Silveira Marino, Eliane Peres Hochmuller, Gilberto Slud Brofman, Ubirajara Goski Brites, Irmã Bongiorno, Ericléia Azenha Zago e Nirma Carpes da Silva permanecerão, por três anos consecutivos, com reuniões mensais analisando e deliberando sobre os projetos de pesquisa realizados na instituição. Dentre as atribuições do Comitê destaca-se o assessoramento aos envolvidos nas atividades de pesquisa; a análise das denúncias de abusos ou notificação sobre fatos adversos que possam alterar o curso normal do estudo, decidindo pela continuidade, modificação ou suspensão da pesquisa, devendo, se, necessário, adequar o termo de consentimento;  e manter a comunicação regular e permanente com a Conselho Nacional de ética em Pesquisa do Ministério da Saúde.
 
O CEP do Hospital Psiquiátrico São Pedro foi criado em 08 de junho de 1998, pela Portaria 35/98, para atender as normas da Resolução nº 196/96 do Conselho Nacional de Saúde (CNS) do Ministério da Saúde (MS) que trata das diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Foi credenciado pelo Conselho Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP) no mês de julho do mesmo ano, sendo o primeiro hospital psiquiátrico no país a ter um CEP registrado na CONEP.

 
 
Lia Magalhães
Assessoria de Comunicação Social

Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. 3339.2389 ramal 1319 - Cel. 84052503
Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon


Hospital São Pedro recebe fiéis de São Jorge em missa campal

Participando das festividades promovidas pela paróquia São Jorge do bairro Partenon, na zona leste de Porto Alegre, o Hospital Psiquiátrico São Pedro cedeu a aérea física para missa campal,  numa ação que propõe junto à comunidade  a revitalização do Hospital, concentrando   no domingo ,26,em frente aos prédios históricos, milhares de fiéis devotos do santo.
 
O chamamento para a celebração religiosa da igreja católica com o tocar de sino foi executado pela irmã Paulina Bongiorno, que presta assistência aos moradores e usuários do HPSP há mais de 60 anos, remanescente da época em que as irmãs da congregação de São José cuidavam dos pacientes. Integrando a comunidade e fazendo parte do culto, estiveram presentes moradores da instituição que se colocaram entre aqueles que expressaram seus agradecimentos e renovaram os pedidos ao santo guerreiro. 
A missa foi presidida pelo bispo auxiliar de Porto Alegre, Dom Leomar Antonio Brustolin e pelo pároco da Igreja São Jorge, Bonifácio Schmidt que ao findar a cerimônia em agradecimento a cedência do local, direcionou uma benção especial ao Hospital e àqueles que nela vivem e trabalham. Representado a Direção do Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais(DCHE) da Secretaria Estadual da Saúde (SES) estiveram presentes: Tania Dreier e o assessor Raul Torelly Fraga. Representando a instituição esteve presente o diretor Administrativo do HPSP, Tailor Massuco. Prestigiaram também a cerimônia o vice prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, os vereadores Professor Garcia, João Carlos Nedel e o deputado Aldanir Oliboni.






Após a cerimônia, mais de 10 mil pessoas seguiram pelas ruas em procissão que finalizou na Igreja São Jorge da Capital gaúcha.
 
Lia Magalhães
Assessoria de Comunicação Social

Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. 3339.2389 ramal 1319 - Cel. 84052503
Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon

sexta-feira, 17 de abril de 2015

DCHE integra a Comissão Organizadora na sétima edição da Conferência Estadual de Saúde

      Servidores indicados e convocados representando os diversos departamentos e órgãos da Secretaria Estadual da Saúde e Conselho Estadual de Saúde se reuniram na segunda-feira, 13, no quinto andar do Centro Administrativo Fernando Ferrari para integrar a Comissão Organizadora que coordenará, acompanhará e promoverá a 7ª Conferência Estadual de Saúde.
       A Conferência será presidida pelos titulares do  Conselho Estadual de Saúde, Célia Machado Gevásio Chaves e da Secretaria Estadual de Saúde, João Gabbardo dos Reis, sendo  patrocinada pela administração pública estadual. Os representantes do Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais (DCHE) que comporão a Comissão Organizadora são os assessores de imprensa Dennis Guedes Magalhães na subcomissão de Comunicação, Informação e Divulgação, e Lia Conceição Magalhães, na subcomissão de Formulação e Programação. A  enfermeira Maria Cristina Caon Jovegelevicius, a assistente social Cinthia Puggina Moraes e a fisioterapeuta Julia Maria Quaranta também estarão compondo a Comissão.
         A conferência estadual é o maior fórum representativo  sobre saúde que ocorre de quatro em quatro anos como preparação para o ápice das discussões à nível nacional. “Saúde Pública de Qualidade para Cuidar Bem das Pessoas: Direito do Povo Brasileiro” é o tema que norteará as discussões, de 18 e 20 de setembro deste ano, no Auditório Araújo Viana, em Porto Alegre. Se aprofundando em nove eixo temáticos, abordará, entre outros pontos, o direito à saúde, garantia de acesso, valorização do trabalho e da educação em saúde e o financiamento do SUS.
        Após a etapa municipal, de 09 de abril a 15 de julho, a Conferência Estadual de Saúde elegerá a delegação estadual que conduzirá as deliberações para a 15ª Conferência Nacional de Saúde que ocorrerá em dezembro de 2015.
 
Lia Magalhães
Assessoria de Comunicação Social

Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. 3339.2389 ramal 1319 - Cel. 84052503
Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon



 
 

quinta-feira, 9 de abril de 2015

DCHE se reune com ESP

A Diretora do Departamento de Coordenação dos Hospitais do Estado (DCHE), Denise Jornada Braga e sua comitiva foram recebidos na Escola de Saúde Pública pela diretora Terezinha Valduga Cardoso para tratar de temas relativos a Residência Integrada em Saúde (RIS). Na oportunidade foi citada   a  avaliação da inserção dos residentes nos residenciais terapêuticos do Estado, bem como a questão da adequação do projeto pedagógico segundo a legislação atual da residência multiprofissional.
Participaram também da reunião, o diretor substituto do DCHE, Luiz Carlos Pinto Sobrinho e Rosemari Dorigon Reinhardt, Gustavo Paiva Soares do Hospital Psiquiátrico São Pedro,Tânia Esther dos Santos e Niara Bretanha Luchi do Ambulatório de Dermatologia Sanitária, Carla Adriane Jarczewski do Hospital Sanatório Partenon. Da ESP a coordenadora da RIS Eloá Rossoni e Claudia Weyne Cruz.

Texto: Assessoria de Comunicação Social da ESP
Foto: Fernanda Souza

Dennis Magalhães
Assessoria de Comunicação Social

Departamento de Coordenação dos Hospitais Estaduais
Secretaria Estadual da Saúde
Tel. 3339.2389 ramal 1319 - Cel. 84052503
Av. Bento Gonçalves, 2460 - B. Partenon